Seu passado diz quem é você !

É muito cômodo
colocar culpa e responsabilidade do insucesso e infelicidade nas mãos de outra
pessoa.

É muito mais fácil entregar o manche do seu avião (avião chamado vida),
nas mãos de outra pessoa e depois culpá-la dos erros. O manche do seu avião é
seu. Você é o piloto e protagonista da sua vida!

Como semeamos nossos resultados:

• 1o. Ações

• 2o. Sentimentos

• 3o. Pensamentos

São interpretações (significados) sobre fatos, pessoas, coisas ou situações, que se generalizam para toda a experiência de viver de cada um de nós. Estas generalizações acontecem também a nosso próprio respeito. Quando realmente acreditamos em algo, nos comportamos de maneira congruente com esta crença. Em resumo, crenças são “verdades” que aprendemos a construir a respeito do mundo e a nosso respeito.

Como as Crenças são instaladas?

FORMA DE INSTALAÇÃO 1

Através da repetição do que vimos, ouvimos e sentimos.

 FORMA DE INSTALAÇÃO 2

Através do que vimos, ouvimos e sentimos por forte impacto emocional.

Tipos de Crenças

Existem diversas maneiras de classificar crenças, no entanto preferimos usar uma organização que nos parece bem abrangente. Definimos assim, crenças sobre capacidade, sobre possibilidade (permissão) e sobre merecimento.

Níveis de Crenças

NÍVEL 1 [SUPERFICIAIS]

Crenças que você ouviu dizer. As pessoas dizem. Ditados populares.

 NÍVEL 2 [INTERMEDIÁRIAS]

Crenças que vêm de outras pessoas que têm poder pessoal sobre você. Vêm de família, religião, grupo de amigos, professores, médicos, televisão, etc.

 NÍVEL 3 [PROFUNDAS]

Crenças baseadas em experiência. “Eu vivi isso! Eu sei que é assim.”. A experiência gera um nível de profundidade muito grande.

Uma das formas de combater a crença é reprogramando-a através das palavras de afirmação. Na aula demos os exemplos da experiência do Masaru Emoto, que durante 1 mês falou palavras de amor, desprezo e ódio para três potes de arroz, no final, um estava mofado, o outro cheio de liquido e o do amor, está farta e próspero de arroz bom.

Pratica agora:

Pegue sua crença limitadora e inverta. Coloque a frase na afirmativa, tire o não (se tiver) e veja como fica.

A segunda forma de curar a ferida mortal das crenças é aceitando os vínculos com seus pais. Indiquei o livro Onde Estão as Moedas? As Chaves do Vínculo entre Pais e Filhos – Joan Garriga Bacardí.

Separei este vídeo de uma aula da maratona DESPERTA-TEpara lhe ajudar a entender melhor como romper suas crenças. Contei com a ajuda da psicóloga Kauana Barreiro. 

Agora que já sabe como posso lhe ajudar, que tal conhecer meu desafio de 30 dias, Desperta-te. Nela vai fazer uma limpeza na sua mente e lhe trazer mais inteligência emocional e eliminar as feridas que existe em si. 

Precisa de ajuda? Entre em contato